Al Massira: Como começou?

 

1998

A idéia por trás do Al Massira começou nas ruas da maior cidade do mundo árabe – o Cairo. A visão nasceu após muita oração buscando uma nova maneira de expressar nossa fé em Jesus Cristo de modo claro a partir do coração da narrativa bíblica – o Oriente Médio. O resultado da oração veio na forma de um documentário que poderia ser usado com pequenos grupos de amigos. Esse cenário seria um ‘lugar aberto’ para compartilhar ideias honesta e livremente, participar de discussão e fazer perguntas. As amizades poderiam crescer e ninguém se sentiria pressionado a aceitar a mensagem. Seria um lugar onde a verdade poderia ser explorada no contexto da hospitalidade, refeição, comunhão e oração. Um contexto no qual o Deus vivo pode ser convidado a revelar-se.

2005

Uma pequena equipe começou a se formar no Cairo para trabalhar na visão. Em seu coração estavam pessoas do Oriente Médio com a paixão de dar voz às Boas Novas, expressando-a a partir de sua própria cultura e visão de mundo.

2008

O projeto assumiu o nome Al Massira, que significa “a jornada”, refletindo a busca de muitas pessoas pela verdade. Ao mesmo tempo, surgiu a ideia de uma jornada cronológica no Antigo e Novo Testamentos. É através das histórias dos profetas e dos sinais das escrituras que podemos compreender o mundo em que vivemos – quem somos e quem Deus é. Seguindo as histórias de homens de Deus como Adão, Noé, Abraão, Moisés, Davi e João Batista, revelamos a pessoa e a obra de Cristo, bem como a natureza trina do Pai, do Filho e do Espírito Santo.

É uma jornada para descobir o tesouro de se conhecer um Deus amoroso. Al Massira foi criado a partir das ruas do Oriente Médio – onde existem verdadeiros desafios à mensagem e à identidade de Cristo. Isso ajudou a moldar uma narrativa do Messias que responde aos vários tipos de perguntas e questionamentos muito comuns nesse tipo de contexto. Embora os programas tenham sido escritos para tal audiência, a única fonte é a Bíblia. Al Massira não se refere a outras crenças religiosas e não faz comparações ou julgamentos de outros credos.

2009

As filmagens aconteceram em 13 países e levaram um ano e meio para serem concluídas. Foram escolhidas locações no Norte de África, Oriente Médio, Golfo e Europa. Grande parte das filmagens foi feita nos locais ou perto dos locais onde os relatos bíblicos realmente aconteceram. Os participantes vêm de todo o mundo árabe; falam em seus próprios dialetos e se expressam naturalmente usando a linguagem cotidiana. As filmagens foram feitas com o mínimo de pessoal e equipamento e com um orçamento reduzido. A conclusão bem sucedida do Al Massira é considerada um milagre por aqueles que trabalharam nele. A mão do Senhor tem sido evidente em cada etapa e em cada detalhe: desde a elaboração dos roteiros até a filmagem em locais difíceis e até hostis; desde a provisão financeira e de mão-de-obra especializada, até a edição final do vídeo e a preparação dos recursos escritos.

2011

O Al Massira foi lançado no início de 2011 – treze anos após o seu nascimento. Pessoas no Oriente Médio, Norte da África, Europa, América do Norte, Ásia e a região da Austrália foram treinadas para usar o recurso. Agora, muitas pessoas veem o Al Massira como um poderoso recurso para partilhar a fé na mensagem de Jesus.